RESENHA: Quando menos é mais - Crys Magalhães (Degustação)

junho 14, 2018







Oi pessoas, bem está é minha primeira resenha aqui no blog, e pra começar vou falar pra vocês acerca do livro: Quando menos é mais - Crys Magalhães (Lembrando pessoal, que está resenha é somente da degustação do livro, em breve haverá a resenha do livro completo)
Resultado de imagem para Quando menos é mais crys

Autora: Crys Magalhães
Ano de lançamento: 2018
Editora: The Books Editora
Páginas: 250
→ Sinopse
Alicia Moore é uma jovem de 26 anos, filha única do publicitário Alex Moore.

Enquanto o seu pai vive tentando manter as aparências, a garota se empenha em ser o pior pesadelo na vida dele. Ela só faz contrariar todas as expectativas que o grande magnata tinha a seu respeito. O seu esporte preferido é fugir dos paparazzis, e quando decide "causar" ela sabe bem como irritar o big boss.

A vida de clausura no mundo VIP fez de Alicia uma jovem inconsequente, porém a sua meta é mostrar a todos que a felicidade está além do que o dinheiro pode comprar. O destino dará uma mãozinha nessa história, colocando em sua vida Daniel, uma pessoa simples, mas que irá lhe mostrar que às vezes vale à pena arriscar tudo e correr atrás da tão sonhada felicidade.


"Não demore muito para perceber, que é preciso pouco para ser feliz"
- Autor desconhecido

Resenha com Spoilers

Sobre a Alicia: Uma garota solitária, mas não por falta de companhia e sim por escolha. Mulher decidida, na infância ela não brincava como as outras crianças, ela era mantida como uma boneca de porcelana. Alicia é traumatisada pois presenciou cenas de violência domestica entre Alex e Laura, sem falar da frieza do pai que também a afetou muito.



Sobre Daniel: Um Barman, educado, de bom caráter,( lindinhoo) e que tem uma namorada completamente louca. (certeza que você vai entender mais pra frente)



Bem galerinha, somente a prévia ja me arrancou risos. Alguém aqui já bebeu a ponto de ser carregada para casa? E a ponto de urinar nas costas de quem está te levando para casa? ISSO MESMO GENTE, dona Alicia passou essa vergonha. Tudo começa com Alicia bebada em um bar, Daniel vê ela e tenta ajuda-lá (ele não sabe de quem ela é filha, e ela tá tão bebada que ele não consegue o endereço dela), logo a unica solução é levar ela para casa dele, e quando ele ta subindo com ela nas costas para o apartamento ela faz essa proeza de urinar nele(risos), eu jurei que eu ia ler vômito gente.



No outro dia de manhã ela acorda sem entender onde tá, e ele tá de roupão na beirada da cama. OBS: ele deu banho nela gente, cuidou dela, e lavou as roupas. Como se já não bastasse os acontecimentos, a namorada dele chega, ele tenta fazer com que ela não entre no apartamento, usando uma desculpa, mas ela desconfiada tira a chave da bolsa e tenta entrar. Ele fica chocado, porque ele não sabia da cópia da chave, detalhe: ELES TEM UM MÊS DE NAMORO E A NAMORADA LOUCA DE PEDRA FEZ CÓPIA DA CHAVE SEM ELE SABER. (santo Deus)



Pra ela não ver a Alicia, ele empurra ela pra sacada e tranca a porta, ela fica lá fora sem entender nada e enrolada somente no lençol. Não demora muito tempo e os paparazzi começam a surgir, um senhor ajuda ela a descer e ela vai embora correndo. A partir dai seu pai surta pois a reputação dele que está em jogo, e pelo que parece, a reputação dele vale mais do que a filha. Diante deste primeiro contato com a história eu já percebi que o livro vai ser todo trabalhado em um conflito entre ela e o pai, acompanhado da felicidade que ela encontrará em Daniel.


Eu espero que a escritora realmente consiga passar a mensagem do livro. A mesma diss em uma entrevista que a mensagem que a trama tenta passar ao leitor, é que temos que lutar para encontrarmos nossa felicidade. E ela complementa com esta frase: “A vida é só dois dias” temos pouco tempo para deixarmos para sorrirmos amanhã!



Beijos repletos de encontros da felicidade 😘






Você também vai amar:

0 comentários

Subscribe